Impostação de mãos – Estudo mostra os benefícios dessas terapias

Impostação de mãos – Estudo mostra os benefícios dessas terapias

A impostação de mãos aparece entre as práticas complementares em saúde e possui diferentes origens como o passe da religião espírita, o Johrei da Igreja Messiânica e o Reiki.

A tese de mestrado de Ricardo Monezi, realizada na USP em 2003 revelou os resultados do estudo sobre os efeitos da prática de impostação de mãos sobre os sistemas sanguíneo e imunológico de camundongos.

Foram avaliados 60 camundongos separados em 3 grupos. Um grupo recebeu a impostação das mãos. O grupo controle não recebeu nenhum tipo de tratamento e o grupo controle-luva recebeu uma pseudo-impostação de mãos. Que na verdade eram luvas preenchidas com algodão presas a um cabo de madeira.

Os resultados revelaram que os animais que receberam a impostação das mãos tiveram aumento do número de monócitos. Outros achados foram a diminuição na contagem do número de plaquetas e a elevação da citotoxicidade de células não-aderentes com atividade NK e LAK.

Os grupos controle e placebo não tiverem nenhuma alteração.

Sabemos da importância do sistema imunológico para prevenir doenças e para ajudar nos processos de recuperação e cura. A psiconeuroimunoendocrinologia é a área da ciência que estuda a interação entre os sistemas nervoso. Imunológico, endócrino e o fator psicológico também são analisados.

O estudo segue, agora como doutorado e em parceria com a Unifesp e pretende mostrar os efeitos psicológicos dessas técnicas.

A ciência descobrindo novos caminhos para comprovar os efeitos da energia sutil de diversas terapias.

Leia o estudo na íntegra no link http://www.artefolk.com.br/impostacao.pdf

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *