Empatia e Compaixão, saiba a diferença

Vamos entender o que significa Empatia e Compaixão e como colocá-las em nossa rotina. Já temos comprovações científicas que ao desenvolvermos essas habilidades teremos mentes saudáveis e mais bem-estar.

 

O que é Empatia?

A empatia é o exercício afetivo e cognitivo de buscar interagir, percebendo a situação sendo vivida por outra pessoa. Como uma dor, seja ela física ou emocional.

Por exemplo: quando uma pessoa cai e torce o pé. Automaticamente nós sentimos empatia por aquela pessoa e imaginamos como seria a dor de torcer o pé. Também nossos neurônios espelhos fazem muitas vezes que imaginemos sentir a dor no mesmo local.
Em outras palavras a empatia é o nosso lado de achar que sabemos o que o outro está sentindo e nos colocarmos no lugar dele, porém com nossas emoções, sem levar em consideração as crenças, pensamentos e emoções da pessoa.

Outro exemplo é em uma briga, onde acreditamos que há uma vítima e tomamos as dores de uma pessoa ou situação, por acharmos o quanto aquela pessoa está sofrendo em relação a outra e o quanto ela está “errada” em fazer essa pessoa sofrer.

 

O que é Compaixão?

É uma compreensão do estado emocional de outra pessoa.

Compaixão é compreender que jamais você sentiria o que a pessoa sente e ao mesmo tempo lamentar (sentir muito) pela situação que a pessoa se encontra, olhando para situação com amor e respeito.

Se colocar no lugar da pessoa, porém com olhar distante da situação, sem se envolver, sem emoção. É eliminar os julgamentos e entender que ninguém é vítima. É olhar todos os lados de uma situação e compreender que cada um tem seus motivos, dores, dificuldades e sentimentos.

É um olhar de Amor  para o Ser.

Dentro da compaixão pode haver a empatia de se “colocar” no lugar da pessoa, porém com as emoções e dores dela.

 

E como posso desenvolver essas habilidades?

Para desenvolvermos cada vez mais a Compaixão é ideal que estejamos em atenção plena, vivendo o momento presente. Controlando nosso ego e eliminando os Julgamentos.

No caso da Empatia, nós nos colocamos no lugar do outro com nossas dores, crenças, valores, sentimentos e emoções. Inclusive há o julgamento de determinada situação. Já na Compaixão ninguém está errado, não há lados e sim seres humanos, cada qual com suas dores, emoções e história.

 

Uma distinção importante entre empatia e compaixão é como podem afetar seu bem-estar em geral. Se você sente com frequência a dor de outro, você pode sofrer e se sobrecarregar. Este é um problema comum para cuidadores e prestadores de cuidados de saúde, e tem sido rotulado como “fadiga de empatia”, a Síndrome de Burnout.

 

E hoje meu convite é para você refletir sobre isso. Unir a sua empatia a sua compaixão. Criar essas habilidades como diz o Neurocientista Richard Davidson “O Bem-Estar é uma habilidade. A Ciência por trás desse fato torna possível um mundo mais amável, mais sábio e mais compassivo”.

 

 

 

Com amor,

Danielle Bento

Terapeuta Holística
www.minhanaturalvibe.com.br

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *